Formas cientificamente comprovadas de obter motivação para treinar

Como em tudo na vida, simplesmente existem dias que não temos qualquer motivação para treinar e que apetece tudo menos levantar pesos ou fazer algum tipo de cardio. Para ajudar nesses dias apresentamos 4 formas de quebrar a desmotivação.
04.02.2018

A desmotivação é real, existem dias que simplesmente não apetece sair do sofá, acordar mais cedo, ou simplesmente mexer uma palha que seja para fazer seja o que for. Felizmente, economistas e psicólogos estudaram como decifrar o código do que nos obriga a fazer repetidamente algo que nem sempre queremos fazer. Aqui estão algumas das melhores estratégias para impulsionar a motivação do treino.

1. Dê a si mesmo uma recompensa real

Algumas pessoas podem ser motivadas por objetivos vagos, como "melhor saúde" ou "controle de peso". Mas se isso não está a acontecer connosco, necessitamos recompensas mais especificas, como um bolo, um gelado ou uma pizza após o treino, ou mesmo um pacote de pipocas enquanto assistimos um episódio da nossa série preferida, e essa recompensa extrínseca é poderosa o suficiente para realizarmos uma tarefa que realmente não temos vontade alguma de o fazer

Ao longo do tempo, a motivação torna-se intrínseca, já que o cérebro começa a associar suor e dor com o aumento das endorfinas - aqueles produtos químicos bem-intencionados libertados no cérebro que são responsáveis por essa sensação de nos sentirmos fantásticos,e uma vez que treinámos o cérebro para reconhecer que o exercício em si é a recompensa, deixaremos de necessitar da recompensa palpável em si.

2. Assine um Contrato de Compromisso

Podemos fazer promessas a nós mesmos durante todo o dia, mas a pesquisa mostra que é mais provável que possamos acompanhar as promessas quando as fazemos na frente de amigos, e podemos tornar esse compromisso mais forte através de assinar uma espécie de contrato em que por exemplo teremos de pagar 10 euros a cada vez que não fizermos o cardio em jejum, e ficou comprovado que aqueles que assinaram contratos mais longos acabaram se exercitando mais do que aqueles que concordaram com durações mais curtas, pois temos que superar a experiência inicial de descontentamento, a fim de reconhecer os benefícios a longo prazo, sendo que o desafio é projetar ferramentas para ajudar a fazer isso acontecer.

3. Repensar o pensamento positivo

Os devotos do pensamento positivo há muito tempo que promovem a visualização dos benefícios de um comportamento como estratégia motivacional. Por exemplo, quando  se imaginarmos como o sol quentinho saberá no nosso rosto frio durante a corrida, ou como eu ficamos encantado quando vemos novos músculos a desenvolverem-se.

Mas essas fantasias tão boas são eficazes quando acompanhadas de métodos de resolução de problemas mais realistas, pois depois de identificar o desejo e visualizar o resultado, precisamos identificar o que o retém: uma técnica chamada de "contraste mental".

Sentimo-nos cansados demais para ir ao ginásio depois do trabalho? Após identificar o obstáculo, podemos descobrir o que poderemos fazer para o superar e desenhar um plano para o contornar, como por exemplo mudar a hora do treino para logo de manhã cedo ou na hora de almoço, bem antes que o cansaço do final do dia nos atinja.

4. Encontrar o nosso Grupo Fitness

A força dos números é enorme. A sensação de pertencer a algo consegue ser mais recompensante que dinheiro, ou seja o facto de através do desporto pertencer a um grupo de pessoas semelhantes que treinam o mesmo desporto, convivem, trocam ideias e likes, fazem jantares e atividades de grupo regularmente e apoiam-se mutuamente, é mais condicionante para a continuação da prática de desporto que uma recompensa financeira pela realização do mesmo.

Então é aconselhável, para quem não tem esse poder motivacional interno, de certa forma juntar-se a um grupo que partilhe do mesmo desporto e das mesmas crenças desportivas para garantir a permanência do individuo no mesmo.

Escrito por:

José Quinta

José Quinta


O que melhorarias neste artigo?




O conteúdo podia ser...





Cancelar

GOSTAS DESTE ARTIGO?